DOIS MESES DEPOIS...

Após 2 meses, os pintos já cresceram e empenaram parcialmente, trocando as penugens por penas. Essa nova empenação requer uma alimentação muito rica em proteínas, cálcio e vitaminas pois há uma concentração do sangue nos folículos que formarão as futuras penas, formando o que comumente se conhece como "canudo" na base da pena em formação. Esta fase também requer uma vigilância mais constante porque existe a possibilidade de algum pinto começar a bicar o outro e, se descobrir que o "canudo" está cheio de sangue, provavelmente desencadeará uma bicação geral e aí, teremos que separá-los para que não se enfraqueçam com a perda de sangue. Normalmente, quando estão bem alimentados e com suas necessidades nutricionais garantidas, os pintos não desenvolvem esse comportamento.

Nessa fase deve ser repetida a vacina contra Newcastle e Bouba. Também é recomendado que se vistorie a parte interna das asas junto à inserção das penas, para verificar se existe algum "carrapatinho". É comum nessa fase o aparecimento desses parasitas e, se não forem exterminados, atrasam o desenvolvimento dos pintos. Uma boa medida profilática é a aplicação do Topline Pour on: 3 gotas nas costas, perto do pescoço, repetindo após uma semana. Se a galinha mãe ainda estiver junto, deve receber também 5 gotas no mesmo local. O fornecimento de verduras nessa fase é muito importante, assim como a areia grossa que auxilia o bom funcionamento da moela. 

No próximo mes já poderemos anilhá-los e soltá-los em um piquete ou mesmo no terreiro. Alguns pintos acompanharão a galinha por um bom tempo ainda, sendo geralmente a mãe que afasta os franguinhos após um tempo mas é comum algumas galinhas ficarem com a sua ninhada até por 5 ou 6 meses.

<<< VOLTAR